Processos Criativos


Clique para ver mais detalhes

Comunicação, Cultura Digital e uso de mídias

A disciplina proposta está vinculada a alguns componentes curriculares das áreas de Linguagens e suas tecnologias e de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, cuja abordagem deve propiciar ao público do Ensino Médio a interação social por meio do uso da língua em suas práticas histórico-discursivas, a partir de vivências em experiências significativas que envolvem a linguagem em diferentes mídias (digital e analógica). Tais práticas englobam a oralidade/escuta, a leitura, a análise linguística/semiótica e a produção de textos.

A Língua Portuguesa tem seu objeto próprio, a língua, porém nas práticas discursivas contemporâneas de uso desta, ela está sujeita a se constituir de diferentes formas discursivas, principalmente com a cultura do digital, por isso, podemos falar em nanoconto, ciberespaço, meme, vlog, podcast, vídeo minutos, remix, fanfics, estilizações, linguagem cinematográfica, gif, wiki, site, spot, entre outras possibilidades de uso da linguagem. Neste sentido, deve-se evocar o trabalho com o texto em suas múltiplas formas e semioses, inscritos na história da produção do conhecimento humano.

É possível produzir e analisar, por meio do uso de mídias, um produto audiovisual, a partir dos elementos próprios da sua linguagem, como planos, luz, cor, entre outros elementos que produzem sentido à imagem e ao som enquanto materialidade discursiva da língua. Para tanto, as questões que envolvem a História do Cinema são basilares para as análises e produções. Além disso, editar e fazer novos textos, parodiando e criando outros sentidos através de outras mídias, samplear, bem como analisar fotos, pensar seu contexto de produção, verificar os sentidos produzidos. Esses processos têm uma relação direta com outros componentes. Ao analisar e explicar os sentidos produzidos pelo discurso da imagem/vídeo, o conhecimento linguístico vai para além do verbal, extrapolando o significado e mergulhando em outras esferas de conhecimento, bem como passando de um campo ao outro por meio das relações interdiscursivas da linguagem, inclusive com outras discursividades.

Também se destaca nesta abordagem o papel da História na relação com a linguagem, uma vez que somos sujeitos de linguagem e sujeitos da história. Todo o conhecimento produzido para o que conhecemos atualmente como cultura digital e o uso de mídias está inscrito em processos históricos de avanço e desafios da produção humana.
Desse modo, uma abordagem da comunicação imersa em uma cultura digital, considerando a democratização do acesso e o uso de mídias, deve contemplar a fase de transição histórica de passagem do analógico para o digital sem desconsiderar que a relação da linguagem perpassa o histórico-social.

Comunicação, Cultura Digital e uso de mídias

Eixos Estruturantes:
Processos Criativos

Fonte:
SEEPA

Clique para ver mais detalhes

Transitando na Vida

Promover um trabalho educativo da adoção de práticas cotidianas, visando um papel transformador na sociedade atrelado entre a Escola e a Educação no que tange as Políticas Educacionais abordando o “TRÂNSITO” como um norte de tema transversal para colaborar na formação de cidadãos mais conscientes
e responsáveis, refletindo assim na solução desse problema, visando desenvolver competências múltiplas, trabalho em equipe, disseminando a capacidade de aprender e adaptar-se situações novas e complexas, de enfrentar novos desafios e promover transformações

Objetivos específicos:
- Propiciar esclarecimentos quanto à construção do Projeto de Vida do aluno;
- Desenvolver a prática dos quatro pilares da educação e do protagonismo juvenil
- Estimular a autoestima dos alunos incutindo práticas exitosas, inspirando-os a realizar atividades que
possa favorecer;
- Identificar a Educação para o Trânsito como fator de segurança pessoal e coletiva;
- Trabalhar e atuar o senso de coletividade;
- Registrar comportamentos dos motoristas, ciclistas e pedestres nas vias públicas;
- Saber reconhecer e interpretar as principais formas de sinalização no trânsito;
- Conscientizar sobre a relevância dos primeiros socorros;
-Trabalhar as virtudes importantes na vida em sociedade, tais como: paciência, tolerância,
responsabilidade, coleguismo, humildade entre outros;
- Contribuir efetivamente na preservação, na redução dos acidentes e auxiliar na conscientização e
conhecimento quanto à proteção da vida, para a paz no cotidiano dos espaços rurais e urbanos;
- Investir nas crianças, que são os futuros motoristas e multiplicadores de ações humanitárias conscientes;
- Consolidar a escola como lugar de criação, de reflexão, de discussão e compartilhamento de experiências e práticas;
- Criar responsabilidades;
- Promover competências múltiplas, trabalho em equipe, disseminando a capacidade de aprender e
adaptar-se a situações novas e complexas, de enfrentar novos desafios e promover transformações;
- Proporcionar um diálogo verdadeiro, um pensar crítico;
- Incentivar a escola a criar peças teatrais, poemas, paródias... abordando o trânsito seguro e participarem
de um concurso/evento.

Transitando na Vida

Eixos Estruturantes:
Mediação e Intervenção Sociocultural, Processos Criativos

Fonte:
SEES